quarta-feira, 17 de junho de 2009

Fotos Bizarras: Restaurante Macabro

Clique na imagem para ampliar!

Eu sempre quis fazer uma série de fotografias que mostrassem lugares ou coisas cotidianas que despertassem algum sentimento estranho, aquela sensação de medo, que a gente não consegue explicar.

Sempre que saio para jantar fora com minha esposa Fran e amigos e resolvemos ir em um determinado restaurante que tem a temática de guerra, eu não resisto aos papéis toalha que colocam nas mesas. Ricamente fotografados e ilustrados com soldados, cenários exóticos, pinups e aviões, uma pequena diversão nossa é desenhar por cima do pobre piloto que adorna a mesa.

Talvez inspirado por alguma energia e/ou força desconhecida eu sempre imagino um molusco aterrador sugando o cérebro do pobre oficial, que acaba zumbificado, depois da experiência dolorosa e macabra. Imagino que o mesmo possa ter caído com o avião em uma ilha do Pacífico que sofreu experiências nucleares e está povoada agora por toda espécie de criaturas abissais assustadoras e primitivas. Não sei se isso seria um sinal para não comermos frutos do mar nesse restaurante – que são bem suculentos - ou se é apenas um delírio provocado pela fome, mas fica o registro de mais uma foto bizarra do cotidiano urbano...

PS: Depois que deixamos a mesa, eu noto que as garçonetes adoram olhar os rabiscos que fazemos nos papéis toalha. De alguma forma elas sabem de alguma coisa e não podem revelar. Eu sinto isso...

7 comentários:

Alexadre Capra disse...

Briggs, seu drogado! Eu adoro essas maluquices xD

Rodrigo Chips Scharnberg disse...

Nossa! Tu leva canetinha giz de cera e lápis aquarelável para o restaurante???

Sky bianconeri disse...

Pronto, está criado mais um roteiro para Resident Evil

Orlando Neto disse...

Eu sempre tive essa mesma mania...rs... essa e fazer esculturas com restos de pizza...rs

Fred disse...

Cara, essa imagem é Half-Life total! :)

http://en.wikipedia.org/wiki/Headcrab

Rodrigo Fontes disse...

Essa lanchonete é o bicho...aqueles lanches de 400g de carne...

Paola Caracciolo disse...

hehehe agora já sabemos de onde vem tanta criatividade, sr. Briggs... é da fome!