quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O Fato Mais Importante Sobre O Universo

5 comentários:

Nelson Passos disse...

Eu estava passeando com a minha irmã no centro da cidade, como o objetivo de comprar um notebook no Edificio Central, quando ao escutarmos uma voz para nós extremamente conhecida, dei de cara com você, Guilherme Briggs. Coincidentemente, você e uma moça estavam indo exatamente para o mesmo lugar que nós, o Edificio Central e enquanto te seguíamos, minha irmã e eu, conversavamos sobre o Freakazoide, o Buslightyear, o Han Solo e como bons crentes que somos até falamos de Moisés.
Fiquei com vontade de te parar, apesar da vergonha, mas não queria atrapalhar a conversa que você estava tendo com a moça e sabendo o quão fãs somos de você e do teu trabalho iamos almoçar com vocês e tudo e aí já viu né?

Abraços...

Amilton disse...

Achei que somente eu mantinham esse pensamento reflexivo. Que eu era o único que quando olhava para o céu estrelado via a imensidão da nossa existência também nos observando. Que todas as vezes que eu olhava para um ser humano qualquer na rua ficava se perguntando se ele também se questionava sobre a composição da nossa existência. Se ele, como todos as pessoas do mundo, faziam relação de um Átomo com as galáxias, o quanto cada um representa o fluxo vital de tudo. Nunca deixei de pensar os limites que a razão do homem já ultrapassou e que ainda vai ultrapassar, os por que's dos por que's, por que existe o fogo? Por que não enxergamos o ar? Para onde vão os elementos que se esvaem nos buracos negros? O que é um buraco negro?
São dúvidas que tenho o maior privilégio desse universo em pensá-las, mesmo entendendo que meu tempo de vida não seja suficiente para responde-las, sempre buscando respostas mas sem nunca deixar de perguntar!

Talita disse...

Acompanho seus vídeos há algum tempo, Briggs, sendo que revejo sempre este. :) Como química, sinto que me identifiquei muito com esse texto do Neil Tyson, sendo que amei a sua narração por conseguir sentir (sempre) a energia de cada palavra.

Infelizmente, é muito improvável eu conseguir ir a qualquer evento para encontrá-lo pessoalmente algum dia, mas queria muito externar minha admiração por você, Gui, e também pedir para que você narre novos textos porque é algo realmente genial; é o que permite o meu "contato" e certamente de outras pessoas contigo.

Muito sucesso a você! =D

Thales Amaral disse...

Bem panteísta esse texto. :D

Sr.Mosca disse...

mt massa :D